Siga por Email

30/03/2010

Transformando Números em um Personagem - Parte 1

Para um jogador novato em D&D, geralmente sua ficha de personagem parece apenas um apanhado de números, que apenas servem para pilhagem, com atrativos atributos, como força e destreza, que servem como estatísticas e estratégias. Mesmo entre jogadores veteranos essa percepção é comum.

Note que esta errônea concepção é fácil de entender, pois antigas versões do D&D, careciam de regras mais  compreensivas, ou até mesmo a nova edição, isso não quer dizer que seja um bom sistema. No entanto, ainda temos a esperança de que todos os números estão ali apenas para nos prover de maneiras para criar personagens únicos e interessantes.

Geralmente, os jogadores ficam tentando elaborar combos com talentos, para que seu personagem fique matador, esperamos que apróxima geração de jogadores de D&D, não pense somente em números e superpersonagens, com a quarta edição do jogo, como era no passado, nos primórdios do D&D, pouco do personagem era desenvolvido, (afinal , pode ser seu estilo de jogo, mas não discutiremos este ponto neste artigo).

Números são úteis e divertidos, sem eles seria impossível regras e o jogo, mas temos que usá-los de maneira correta. Caso contrário, você fica no meio do caminho de interpretar seu personagem, ou estará representando-o apenas em 50% dele.

Aqui o termo Roleplaying não é usado vagamente, as semelhanças entre a mesa de jogo e um teatro são poucas, em segundo lugar viria os números. A diferença é que juntos, mestre e jogadores criam sua história. Então usaremos palavras e não números para construir uma história. Para criarmos um PdM , por exemplo,  usariamos: juramentos, maldições, e outros -  que seriam um histórico do personagem, tendo uma visão do que ele é e como enxerga o mundo.

Para criarmos estas palavras que darão vida ao personagem, temos um indicativo que são os números, juntos eles formarão o personagem , é claro com a ajuda de nossa imaginação. Caso eu tenha um personagem com alta carisma e sabedoria, teria o indicativo para este personagem de percepção e charme.

Em breve teremos a parte 2, aguarde!

0 comentários:

Postar um comentário

RSS FeedRSS

 
by Blogger